terça-feira, 16 de outubro de 2012

SERMÃO: Jefté, o homem que fez seu nome brilhar!!!



Jefté, o homem que fez seu nome brilhar!!!
por: Ronan de Mendonça
Juizes 11:1-3
1-2Acontecia que Jefte era um valente soldado da terra de Gileade, mas a mãe era uma meretriz. O pai, que se chamava Gileade, tinha várias filhos da legítima mulher. Quando se tornaram crescidos, estes meio-irmãos de Jefte expulsaram-no da região: És filho duma prostituta! Não herdarás nada do nosso pai.
    3Por isso Jefte fugiu dali e passou a viver na terra de Tobe. Em breve juntou à sua volta toda uma banda de gente marginal que passou a movimentar-se com ele.

Após Gideão, levantou-se Tola para libertar Israel, ele que era filho de Puá, homem da tribo de Isaacar. Vivia em Samir, na região montanhosa de Efraim. Julgou Israel durante 23 anos , e quando morreu foi enterrado onde vivera, em Samir.
Depois de Tola, ergueu-se Jair, o gileadita, que julgou Israel 22 anos. É lembrado como homem de riquezas, pois tinha 30 filhos que montava 30 jumentos e governavam 30 cidades na terra de Gilade. Jair morreu e foi enterrado em Camom.
Novamente o povo de Israel fez o que era mau aos olhos do Senhor. Seu comportamento tornou-se como o rolar de uma roda. Vez após outra, ao morrer a geração que conhecera e obedecera ao Senhor, a próxima o esquecia e buscava a dádiva particular de algum outro deus.
Então, inevitavelmente, a roda virava e Israel sofria nas mãos de um novo inimigo, que reunia forças contra os israelitas, os submetia a tribulações, subjugava-os e lhes mostrava como afinal era fraco seu vinculo àquela terra.
Mas então Israel se lembrava do Senhor seu Deus e clamava pela libertação. Era já a terceira volta da roda. Maravilhosamente e misericordiosamente era o Senhor! Sempre virava a roda ainda uma quarta vez, concluindo uma revolução completa e conduzindo seu povo de volta a um período de az e tranqüilidade. Pois o Senhor Deus se indignava ante da miséria de Israel... Uma e outra vez, diante da oração de seu povo , Ele enviava seu espírito a alguém e levantava um libertador para seu povo, Israel.

Assim apos a morte de Jair, e depois de a terra haver descansado por mais de uma geração, o povo de Israel tornou a fazer o mal diante do Senhor.
Então os Amonitas, percebendo a fraqueza, buscavam a oportunidade de reconquistar o território que haviam perdido há muito tempo, quando seu grande rei OGUE fora derrotado por Moisés dos israelitas.
Assim se reuniram num numerosos exercito e marcharam rumo a Gileade, a leste do Jordão, onde acamparam e se prepararam para atacar Israel.
Os anciões de Israel em Gileade foram juntos ate Mispa, mas entre eles não havia ninguém capaz de extraordinária liderança militar.
Que homem pode combater os amonitas? Perguntaram-
Que ele nos lidere agora, e para sempre nos o daremos domínio sobre todos os habitantes de Gileade!
Aqueles que não te reconheceram vão te reconhecer, aqueles que não te valoriram , vão te valorizar.....
Jefté pertencia à tribo de Manassés e era o filho primogênito de Gileade. Em hebraico, a palavra “Jefté” significa “Que Deus abra!”. Em aramaico significa “Deus abriu!”.
Hei, sabe que Deus me revelou nessa noite : Aquilo que estava fechado vai se abrir, para Israel as portas haviam se fechado, mas Deus sempre abre uma porta onde não tem saídas......
Jefte, foi o 11º juiz de Israel (Números 26.19; Juízes 11.1).  Jefté foi juiz de Israel durante seis anos, ou seja, de 1.173 a 1.167 AC, no período em que Eli era o sacerdote de Israel e que o jovem Samuel se preparava para ser o próximo profeta daquele reino (Juízes 11.26; 12.7).

Antes de casar-se com Gileade,
a mãe de Jefté fora prostituta em Israel. Casada, deixou a prostituição e passou a ser a segunda esposa de Gileade. Foi quando Jefté nasceu.  Quando Gileade morreu, os meios-irmãos de Jefté, filhos da esposa primária do Gileade, o expulsaram da tribo, temendo que ele viesse a herdar tudo o que o pai deixara, em razão dele ser o primogênito (Deuteronômio 21.15-17). 
Olha, aqui .... Quem te humilhou, vai te ver crescer, quem te fez corar, vai ver você sorrindo, hei Deus não se esqueceu de você.....
Quando Jefté foi expulso por seus meios-irmãos, passou a morar na terra de Tobe, região ao leste de sua tribo, fora dos limites de Israel. Nessa fronteira, Jefté ficou vulnerável aos ataques dos amonitas, povo inimigo de Israel, liderado pelo rei Amom. Mas, de tanto repelir esses ataques, Jefté tornou-se um grande guerreiro.
 Hei, Deus sabe como nos preparar para as batalhas....
Não demorou muito e se juntaram a Jefté homens tornados ociosos e desempregados pelos ataques dos amonitas, formando assim um exército de mercenários, tendo Jefté como líder (Juízes 11.3).

As famílias que viviam no território ao leste do rio Jordão, em especial as pertencentes às tribos de Rubem, de Gade e de Manassés eram formadas por criadores de gado. E, por essa razão, os ataques dos amonitas haviam tirado os bens e o meio de vida dessas famílias (Juízes 10.6-10).
Enquanto a nação de Israel se enfraquecia, os amonitas e as outras nações circunvizinhas se fortaleciam. Por 18 anos Israel foi explorada pelas nações estrangeiras. O povo de Israel se voltou para a idolatria, adorando falsos deuses e ídolos pagãos, incorrendo assim na ira do Senhor Deus. Até que o rei Amom decidiu subjugar de vez o povo de Israel e preparou-se para uma invasão em grande escala (Juízes 10.7-17; 11.4).
Hei, olha aqui, não adianta você fugir, lute, acredite, Deus te dará vitoria....
Com isso, Israel congregou-se na região de Mispá. Os meios-irmãos de Jefté eram os líderes de suas famílias, e precisavam de um comandante experiente e de uma liderança abalizada. Então, resolveram apelar para que Jefté se tornasse o general das tropas israelitas, pois ele já era conhecido pela sua bravura e pela sua sagacidade como comandante militar. Jefté aceitou o convite, com a condição de que seria o governante maior de Israel quando terminasse o conflito. Assim, tornou-se o principal líder militar da nação (Juízes 11.1-31).

Ora jefte, havia se tornado guerreiro poderoso. Habitava nas regiões do sudeste de Gileade com um bando de companheiros bárbaros.
Então foi a Jefté que recorreram os anciões de Gileade!
Jefte gostava da vida que levava. Tinha uma casa em Tobe, a leste de Ramote-Gileade. Gerarra uma só filha, que amava e para quem havia construído uma casa.
Mas os anciões estavam oferecendo a ele a liderança vitalícia de todos os clãs de Gileade. A noite foi ao quarto da filha e sentou-se ao lado dela:
- Aqueles que me odiavam agora se humilham diante de mim. Aqueles que me expulsaram como bastardo agora me imploram que eu seja juiz sobre eles. Como posso dizer não?
Pai e filha ficaram ali sentados algum tempo, sob a luz débil. Ela, uma virgem adorável, dedos finos....
- o senhor não pode dizer não- falou a moça...
_ mas vou me afastar daqui por um longo tempo – respondeu Jefté.
- vá assim mesmo- disse a filha, beijando-lhe a testa.
De manhã ele e seus homens cavalgaram até Mispá, tomados de troante e feroz regozijo. Jefte já não tinha duvidas de que o Senhor o Deus de Todas as Tribos de Israel, estendera a Sua mãos  e o erguera de sua baixa posição, ate aquele eminente posto.
De fato, o Espírito do Senhor desceu sobre Jefté, e ele arregimentou tropas de Gileade, Manasses e Israel, e pouco antes de partir em marcha `a guerra contra amonitas, fez um voto ao Senhor.
_ ò Senhor, o meu melhor para seu Melhor!  Se o Senhor me der essa vitória eu lhe darei a primeira boa coisa que me vier ao encontro quando retornar para casa! Então vou oferecer em holocausto ao Senhor!!!
Hei, Jefté, o gileadita, cruzou o território ao encontro dos amonitas e atacou-os, e o Senhor os entregou em suas mãos. Castigou-os de Aroer até as proximidades de Minite, 20 cidades, e mesmo ate Abel-Queramim, numa matança muito grande.....

Deus vai fazer seu nome brilhar, mas você tem que fazer com que o nome dele Brilhe através de você...
Depois Jefte, voltou para sua casa. E eis que a filha veio recebê-lo com tamborins, dançando, sua única filha fruto que gerara.
Quando ofertamos o nosso melhor a Deus, Ele oferta o melhor para nós....



Postar um comentário